domingo, 15 de janeiro de 2017

2ª Urgência: Igreja, casa da iniciação à vida cristã

“Paulo e Silas anunciaram a Palavra do Senhor ao carcereiro e a todos os da sua casa. E, imediatamente, foi batizado, junto com todos os seus familiares” (At 16, 32ss.)


“O estado permanente de missão implica uma efetiva iniciação à vida cristã, que ajude as pessoas a conhecer Jesus Cristo, fascinar-se por Ele e optar por segui-lo. Para isso é necessária uma catequese de inspiração catecumenal. A adesão que tal processo de inspiração catecumenal promove, deve ser feita pela primeira vez, mas refeita, fortalecida e ratificada tantas vezes quantas o cotidiano exigir. Nossas comunidades precisam ser mistagógicas, lugar por excelência da catequese, preparadas para favorecer que o encontro com Jesus Cristo se faça e se refaça permanentemente” (DGAE n. 41, 42 e 43).

 A Igreja de Ribeirão Preto assume, em caráter de urgência, a Catequese como um processo de inspiração catecumenal permanente e um meio de formação dos cristãos na atualidade. O processo catequético de iniciação à vida cristã não deve ser compreendido apenas para receber os sacramentos, mas deve se estender por toda a vida.

 A formação é necessária tanto em âmbito de forania quanto de paróquia. É oportuno um projeto comum que manifeste o espírito de comunhão da Arquidiocese, deixando margem para as necessidades específicas das foranias e paróquias. Uma boa e bem fundamentada catequese/base forma um povo mais maduro e preparado para lidar com os desafios, contribuindo para o surgimento de novas lideranças.

Perspectivas de ação:

Diante das indicações assumidas, várias são as perspectivas escolhidas pela Assembleia:

a) Dar continuidade à Escola Catequética Arquidiocesana (capacitações, concentrações e encontros) e fomentar a formação de escolas catequéticas por forania;

 b) Aplicar a Catequese de inspiração catecumenal em todos os níveis como novo modelo pastoral e evangelizador no processo de iniciação à vida cristã;

 c)Aplicação do RICA(Ritual de Iniciação Cristã de Adultos);

 d) Conscientizar o clero e as comunidades para que assumam o processo de iniciação cristã de inspiração catecumenal;


 e) Envolvimento das famílias dos catequizandos; promover encontros com os crismados e com as famílias das crianças recém-batizadas.

Estudos e peregrinações

Vídeos